segunda-feira, 12 de março de 2012

Maradona e milhões de argentinos se mobilizam para retirar a Copa de 2014 do Brasil

Com cinco milhões de assinaturas colhidas, dos argentinos, o ex-jogador Maradona protocolou na FIFA um pedido para que a Copa do Mundo, de 2014, seja cancelada no Brasil. No documento, Maradona alega que o Brasil não tem estrutura nem competência para realizar o mundial.
 

"O Brasil não consegue terminar sequer uma obra de escola no tempo programado, tão pouco conseguirá terminar os estádios, aeroportos, estradas e ampliar os hotéis para atender a demanda durante a Copa", diz trecho do processo enviado à FIFA.
 

O documento ainda descreveu, como funciona o tramite politico para se fazer uma obra no Brasil:
 

1- O Governo abre licitação para realizar a obra;

2- Os políticos demoram dias escolhendo uma empresa de um "amigo" para vencer a licitação;

3- A empresa vencedora da licitação perde mais alguns dias discutindo a comissão que terá que repassar aos políticos que ajudaram ela a vencer a licitação;

4- Começa a burocracia de papelada para conseguir autorização para construir, o que leva mais algumas centenas de dias;

5- A obra se inicia em passos de tartaruga, podendo ser paralisada constantemente por causa de burocracia de documentos.

 

Maradona questionou também a segurança: "No Brasil todos os dias os torcedores brigam por causa de futebol. Agora avalie, durante a Copa, todos os brasileiros reunidos para brigar contra as outras nações que disputarão a Copa. Se o Brasil perder um jogo haverá uma guerra mundial. A seleção que ganhar do Brasil precisará da ajuda das forças armadas americana para conseguir deixar o país".
 

Pelé rebateu as críticas de Maradona: "Não vai acontecer nada disso que Maradona está falando, o Brasil é o pais do futebol, somos unidos, estamos juntos nessa, o governo vai conseguir cumprir todos os prazos, vamos transformar isso aqui num país de primeiro mundo, e bola pra frente que atrás vem gente", disse.


Fonte: G17

Nenhum comentário:

Postar um comentário